quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Primark


A loja tem coisa giras e baratas, mas tenho dúvidas se consigo lá voltar.
Nem num dia de semana à noite há espaço para circular. Falta-me tentar um dia de semana durante o dia, tipo logo de manhã, a ver se consigo mexer-me lá dentro.
O espirito tem de já ir preparado para a coisa. Já se sabe que há confusão, muita gente e malta com um nível de educação…vá, não chega a atingir sequer um nível.
Mas mesmo com o espirito preparado é muito difícil de suportar. Na loja está um calor insuportável, a roupa toda em montes e misturada, os vestiários estão vazios mas a fila para lá entrar é gigante porque a fiscal demora o tempo de cozer 2 bolos a dar a ficha aos clientes e é impossível ver o que quer que seja sem ter logo alguém a querer ver a mesma coisa.

E se há coisa que não suporto é malta encostada a tentar ver a mesma coisa que eu (que 5 segundos antes não tinha ninguém a ver!), a respirar para o meu pescoço.
Se calhar são técnicas de profissionais da Primark. Malta que sabe como conseguir as melhores peças: bufar para quem está a tentar encontrar uma camisola igual a 30 mil que lá estão mas que pode levar exactamente aquela!

E os tamanhos de criança? Em centímetros? Haverá alguém que mede os filhos antes de ir comprar roupa??
Valha-me Deus….

Esta ressaca de Primark vai demorar muito, mas muito a passar....

*um ponto positivo: nas caixas o serviço é rápido

1 comentário:

  1. Foste à de Rio Tinto certo? A de Braga é milhões de vezes melhor.

    ResponderEliminar